resenha linda que eu fiz pro Blog Papel Papel: Sob a luz dos seus olhos – Chris Melo (Editora Rocco)

“Seis anos deixaram de existir. As lembranças que surgiam aos poucos agora me assolam de tão rápidas. Escuto a voz dele me chamando de Lisa, carregando bem no som do S por causa do sotaque tão bonito. A voz vibrante, forte, quase vigorosa demais para um mortal. A palavra ‘saudades’ escrita em português, o jeito…

via [Conversando com Rafa # 3] Sob a luz dos seus olhos, de Chris Melo | Editora Rocco — Blog Papel Papel

Anúncios

15 recomendações literárias do presidente Barack Obama (créditos pela ideia: Site Omelete

Andei atoa na internet e me deparei com uma noticia bem legal no site omelete e resolvi compartilhar com vocês, ela conta com 15 livros que o presidente (depois ex-presidente) Barack Obama lê e que qualquer pessoa lê. Tem vários livros queridinhos do público atual, como o livro A garota no trem e Harry Potter.

Como sabemos, Obama se mostrou um presidente totalmente por dentro da cultura pop, sempre escutando e cantando músicas atuais, além de clássicos do soul. Conquistou inúmeros fãs adolescentes e jovens/adultos por seu jeito descontraído e despojado.

Agora conheça as 15 recomendações do presidente mas legal do mundo:

Toda luz que não podemos ver – Anthony Doerr

images.jpg

Marie-Laure vive em Paris, perto do Museu de História Natural, onde seu pai é o chaveiro responsável por cuidar de milhares de fechaduras. Quando a menina fica cega, aos seis anos, o pai constrói uma maquete em miniatura do bairro onde moram para que ela seja capaz de memorizar os caminhos. Na ocupação nazista em Paris, pai e filha fogem para a cidade de Saint-Malo e levam consigo o que talvez seja o mais valioso tesouro do museu. Em uma região de minas na Alemanha, o órfão Werner cresce com a irmã mais nova, encantado pelo rádio que certo dia encontram em uma pilha de lixo. Com a prática, acaba se tornando especialista no aparelho, talento que lhe vale uma vaga em uma escola nazista e, logo depois, uma missão especial: descobrir a fonte das transmissões de rádio responsáveis pela chegada dos Aliados na Normandia. Cada vez mais consciente dos custos humanos de seu trabalho, o rapaz é enviado então para Saint-Malo, onde seu caminho cruza o de Marie-Laure, enquanto ambos tentam sobreviver à Segunda Guerra Mundial.Uma história arrebatadora contada de forma fascinante. Com incrível habilidade para combinar lirismo e uma observação atenta dos horrores da guerra, o premiado autor Anthony Doerr constrói, em Toda luz que não podemos ver, um tocante romance sobre o que há além do mundo visível.

Harry Potter e as relíquias da morte

HARRY_POTTER_E_AS_RELIQUIAS_DA_14475522561200SK1447552256B.jpg

Desta vez, Harry Potter foi encarregado de uma tarefa obscura, perigosa e aparentemente impossível: localizar e destruir os Horcruxes remanescentes de Voldemort. Potter nunca esteve tão sozinho nem teve de enfrentar um futuro tão sombrio. Porém, de algum modo, Harry deve encontrar dentro de si próprio a força para completar a tarefa que lhe foi dada: ele deve sair do ambiente acolhedor e seguro da Toca para seguir sem temor nem hesitação pelo inexorável caminho que lhe foi traçado…
Na sétima e última parte da saga de Harry Potter, J.K. Rowling revela de modo espetacular respostas que há muito são esperadas. A encantadora e elaborada narrativa, com guinadas repentinas em compassos de tirar o fôlego, confirma a autora como uma grande contadora de histórias cujos livros serão lidos, re-lidos e lidos mais uma vez.

Cem anos de solidão – Gabriel Garcia Márquez

CEM_ANOS_DE_SOLIDAO_1325798343B.jpg

Em Cem anos de solidão, Gabriel Garcia Márquez narra a incrível e triste história dos Buendía – a estirpe dos solitários para a qual não será dada uma segunda oportunidade sobre a terra. O livro também pode ser entendido como uma autêntica enciclopédia do imaginário.

Destinos e fúrias – Lauren Groff

DESTINOS_E_FURIAS_1461090866579259SK1461090866B.jpg

Toda história tem dois lados. Todo relacionamento tem duas perspectivas. E às vezes a chave para um grande casamento não está em suas verdades, mas em seus segredos.

Aos 22 anos, Lotto e Mathilde são jovens, perdidamente apaixonados e destinados ao sucesso. Eles se conhecem nos últimos meses da faculdade e antes da formatura já estão casados. Seguem-se anos difíceis, mas românticos: reuniões com amigos no apartamento em Manhattan; uma carreira que ainda não paga as contas; uma casa onde só cabem felicidade e sexo bom. Uma década depois, o caminho tornou-se mais sólido. Ele é um dramaturgo famoso e ela se dedica integralmente ao sucesso do marido. A vida dos dois é invejada como a verdadeira definição de parceria bem-sucedida.
Porém, nem tudo é o que parece; toda história tem dois lados, e em um casamento essa máxima se faz ainda mais verdadeira. Se em Destinos somos seduzidos pela imagem do casal perfeito, em Fúrias a tempestuosa raiva de Mathilde se revela fervendo sob a superfície. Em uma reviravolta emocionalmente complexa, o que começou como uma ode a uma união extraordinária se torna muito mais.
Com profundidade e um emaranhado de tramas, a prosa vibrante e original de Destinos e fúrias comove, provoca e surpreende. Um romance sobre os muitos casamentos possíveis entre o amor, a arte e o poder e sobre os diferentes pontos de vista pelos quais essas combinações podem ser enxergadas.

Entre o mundo e eu – Ta- Nehisi Coates

entre_o_mundo_e_eu_1449024329539297sk1449024329b

Uma corajosa investigação da história racial e seus ecos contemporâneos. Primeiro lugar na lista dos mais vendidos do New York Times.

Ta-Nehisi Coates é um jornalista americano que trabalha com a questão racial em seu país desde que escolheu sua profissão. Filho de militantes do movimento negro, Coates sempre se questionou sobre o lugar que é relegado ao negro na sociedade. Em 2014, quando o racismo voltou a ser debatido com força nos Estados Unidos, Coates escreveu uma carta ao filho adolescente e compartilha, por meio de uma série de experiências reveladoras, seu despertar para a verdade em relação a seu lugar no mundo e uma série de questionamentos sobre o que é ser negro na América.

O que é habitar um corpo negro e encontrar uma maneira de viver dentro dele? Como podemos avaliar de forma honesta a história e, ao mesmo tempo, nos libertar do fardo que ela representa?

Em um trabalho profundo que articula grandes questões da história com as preocupações mais íntimas de um pai por um filho, Entre o mundo e eu apresenta uma nova e poderosa forma de compreender o racismo. Um livro universal sobre como a mácula da escravidão ainda está presente nas sociedades em diferentes roupagens e modos de segregação.

Garota exemplar – Gillian Flynn

garota_exemplar_1360264778b

Uma das mais aclamadas escritoras de suspense da atualidade, Gillian Flynn apresenta um relato perturbador sobre um casamento em crise. Com 4 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo – o maior sucesso editorial do ano, atrás apenas da Trilogia Cinquenta tons de cinza –, “Garota Exemplar” alia humor perspicaz a uma narrativa eletrizante. O resultado é uma atmosfera de dúvidas que faz o leitor mudar de opinião a cada capítulo. Na manhã de seu quinto aniversário de casamento, Amy, a linda e inteligente esposa de Nick Dunne, desaparece de sua casa às margens do Rio Mississippi. Aparentemente trata-se de um crime violento, e passagens do diário de Amy revelam uma garota perfeccionista que seria capaz de levar qualquer um ao limite. Pressionado pela polícia e pela opinião pública – e também pelos ferozmente amorosos pais de Amy –, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamentos inapropriados. Sim, ele parece estranhamente evasivo, e sem dúvida amargo, mas seria um assassino? Com sua irmã gêmea Margo a seu lado, Nick afirma inocência. O problema é: se não foi Nick, onde está Amy? E por que todas as pistas apontam para ele?

F de falcão – Helen Mcdonald

F_DE_FALCAO_1464035232582851SK1464035232B.jpg

Aclamado best-seller do The New York Times, F de Falcão é uma autobiografia nada usual sobre superação e autodesenvolvimento. A autora, Helen Macdonald, conta sua história a partir do momento em que viaja até a Escócia para comprar um falcão. A depressão que lhe acometera após a morte do pai criara um abismo entre ela e as demais pessoas e nada mais fazia sentido em sua vida. Porém, ao praticar a falcoaria com Mabel, sua nova ave de rapina, e ler os diários de T. H. White, clássico autor da literatura inglesa, Helen começa a entender que o luto é um estado que não pode ser evitado, mas que pode ser superado — inclusive com a ajuda de um inusitado açor.
Muito mais do que explicar como domesticar ou caçar com falcões, a prosa magnética de F de falcão narra a angustiante história de uma mulher que se sente infeliz e sem rumo. Uma mulher que, na ânsia por superar a melancolia, encontra ao lado de um dos mais ferozes animais o caminho para expulsar os próprios demônios.

A garota no trem – Paula Hawkins

A_GAROTA_NO_TREM_1454108802454388SK1454108802B.jpg

Todas as manhãs, Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas dágua, pontes e aconchegantes casas.
Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes a quem chama de Jess e Jason , Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess na verdade Megan está desaparecida.
Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos.
Uma narrativa extremamente inteligente e repleta de reviravoltas, A garota No Trem é um thriller digno de Hitchcock a ser compulsivamente devorado.

Onde vivem os monstros? – Maurice Sendak

onde_vivem_os_monstros_1298636767b

Escrito em 1963, Onde Vivem os Monstros revolucionou a literatura infantil, abrindo caminho para o que hoje conhecemos por livro ilustrado. A história é a do menino Max. Vestido com sua fantasia de lobo, faz tamanha malcriação que é mandado para o quarto sem jantar. Lá, ele se transporta para uma floresta, embarca em um miniveleiro, navega pelo oceano, por dias, semanas, meses, até chegar numa ilha, onde vivem os monstros…

O sol é para todos – Harper Lee

o_sol_e_para_todos_14365616752178sk1436561675b

Um livro emblemático sobre racismo e injustiça: a história de um advogado que defende um homem negro acusado de estuprar uma mulher branca nos Estados Unidos dos anos 1930 e enfrenta represálias da comunidade racista. O livro é narrado pela sensível Scout, filha do advogado. Uma história atemporal sobre tolerância, perda da inocência e conceito de justiça.
O sol é para todos, com seu texto “forte, melodramático, sutil, cômico” (The New Yorker) se tornou um clássico para todas as idades e gerações.

Pureza – Jonathan Fransen

pureza_1462084613581961sk1462084613b

A jovem Pip Tyler não sabe quem é. Ela sabe que seu nome verdadeiro é Purity, que está atolada em dívidas, que está dividindo um apartamento com anarquistas e que a sua relação com a mãe vai de mal a pior. Coisas que ela não sabe: quem é seu pai, por que a mãe a força a uma vida reclusa, por que tem um nome inventado e como ela vai fazer para levar uma vida normal. Um breve encontro com um ativista alemão leva Pip a América do Sul para um estágio numa organização que contrabandeia segredos do mundo inteiro inclusive sobre sua misteriosa origem. Pureza é uma história sobre idealismo juvenil, lealdade e assassinato. O mais ousado e profundo trabalho de um dos grandes romancistas de nosso tempo.

Sapiens: Uma breve história da humanidade – Yuval Noah Harari

SAPIENS__UMA_BREVE_HISTORIA_D_1452391838439373SK1452391838B.jpg

Um relato eletrizante sobre a aventura de nossa extraordinária espécie – de primatas insignificantes a senhores do mundo. O que possibilitou ao Homo sapiens subjugar as demais espécies? O que nos torna capazes das mais belas obras de arte, dos avanços científicos mais impensáveis e das mais horripilantes guerras? Yuval Noah Harari aborda de forma brilhante estas e muitas outras questões da nossa evolução. Ele repassa a história da humanidade, relacionando com questões do presente. E consegue isso de maneira surpreendente. Doutor em história pela Universidade de Oxford e professor do departamento de História da Universidade Hebraica de Jerusalém, seu livro não entrou por acaso nas listas dos mais vendidos de 40 países para os quais foi traduzido. Sapiens impressiona pela quantidade de informação, oferecida em linguagem acessível, atraente e espirituosa. Tanto que, na primeira semana de lançamento nos Estados Unidos, já figurava entre os mais vendidos na lista do The New York Times. Em Sapiens, Harari nos oferece não apenas conhecimento evolutivo, mas também sociológico, antropológico e até mesmo econômico. Ele se baseia nas mais recentes descobertas de diferentes campos como paleontologia, biologia e antropologia. E, especialmente para a edição brasileira, realizou algumas atualizações no final de 2014. Esta edição traz dezenas de imagens, mapas e tabelas que o deixam ainda mais dinâmico.

O problema dos três corpos – Cixin Liu

o_problema_dos_tres_corpos_1474223375596455sk1474223375b

China, final dos anos 1960. Enquanto o país inteiro está sendo devastado pela violência da Revolução Cultural, um pequeno grupo de astrofísicos, militares e engenheiros começa um projeto ultrassecreto envolvendo ondas sonoras e seres extraterrestres. Uma decisão tomada por um desses cientistas mudará para sempre o destino da humanidade e, cinquenta anos depois, uma civilização alienígena a beira do colapso planeja uma invasão. O problema dos três corpos é uma crônica da marcha humana em direção aos confins do universo. Uma clássica história de ficção científica, no melhor estilo de Arthur C. Clarke. Um jogo envolvente em que a humanidade tem tudo a perder.

Snow Crash – Neal Stephenson

SNOW_CRASH_14244534315155SK1424453431B.jpg

Escrito em 1992, Snow Crash, de Neal Stephenson, subverte as realidades virtuais, o cyberpunk e o próprio gênero literário. O livro traz a história de Hiro Protagonist que é, no mundo real, entregador de pizza na CasaNostra, enquanto no Metaverso é um príncipe samurai desvendando os enigmas de um novo e perigoso vírus.

The underground railroad – Colson Whitehead

THE_UNDERGROUND_RAILROAD_1480935893632972SK1480935893B.jpg

*Não encontrei a sinopse traduzida do livro, mas, quem souber deixar nos comentário! 😀

Essas foram as dicas literárias do presidente Barack Obama, as sinopses foram retiradas do site Skoob. Aproveitem o post e boa leitura!!

Att.

Rafa Vieira

Confiram a resenha que fiz do livro Tinderela da autora e cronista Regiane Cordeiro, colaboradora do Blog Papel Papel.

Terminei de ler o livro Tinderela da autora R. M. Cordeiro. Bom, o que posso dizer? Ainda estou rindo bastante pelas situações que a minha xará passou (sim, o nome da personagem é Rafaela, e não, eu nunca passei por metade do que ela passou). O livro conta a história de Rafaela, uma enfermeira da…

via [Conversando com Rafa # 2] Tinderela, de R. M. Cordeiro — Blog Papel Papel

Uma semana e(m) um dia!! Blog papel papel. Confira a dicas de passeios, livros, cds e minha super dica de filme!!!

BrunoConsegui alguns dias livres do trabalho e parti para o interior de São Paulo visitar minha família. Pela proximidade com a capital, aproveitei para turistar um pouco, por mais que eu já conheça bem a capital. Decidi ir a locais que ainda não tinha ido, além é claro de bater ponto no Masp e na Liberdade,…

via Uma semana e(m) um dia # 14 — Blog Papel Papel

Os melhores livros de 2016 – Que eu li. Parte 1

Oi gente!!!! Vim compartilhar com vocês os melhores livros que li em 2016. Ano passado foi o ano de muitas descobertas, coisas novas, livros novos e autores novos. Fiquei amiga de muitos autores e também fui ignorada por muitos, mas nem por isso deixei de ler livros maravilhosos que cruzaram no meu caminho desde que fundei o ig @leiturasdarafa no instagram. No fim de ano divulguei rapidinho o nome dos melhores livros de 2016, mas agora, com o blog, posso me aprofundar mais e dar a minha opinião sobre eles. Então que venham Os melhores livros de 2016!!

Harry Potter e a criança amaldiçoada – J. K. Rowling

download.png

Há quem odiou, mas também quem amou o livro. No meu caso, eu adorei!!! Poder entrar no mundo de Harry Potter depois de muitos anos é como ser criança novamente, reviver aventuras e claro, bate a quela vontade olhar os filmes novamente.

Apesar de ser um roteiro de uma peça e a leitura ser um pouco mais complicada, pois, ele descreve tudo, mudanças de cenário, tempo e ruídos adicionais, o livro é um grande presente ao público que ama Harry Potter, pois, eu particularmente, queria saber o que houve com ele, Hermione, Rony e Draco depois do filme e livro  Relíquias da morte. Apesar de estarem mais velhos e com filhos, eles não perderam suas características de sempre.

Hermione continua ambiciosa e sempre puxando a orelha de Rony; este continua atrapalhado e muito engraçado; Harry continua com seus demônios, apesar de Lord Valdemort ter sido derrotado; Gina me surpreendeu bastante, de uma menina deslumbrada e infantil passou a ser uma mulher forte, muito leal ao seu marido e mãe amorosa; Draco continua com seu ar de superioridade, mas por dentro algo mudou, ele se apegou ao filho e o seu egoismo diminuiu muito.

O livro é bem rápido de ler, pois, as mudanças de tempo e lugares são rápidas, o que pode ser bom pra quem gosta de saber o que está acontecendo logo de uma vez, mas pra quem gosta de se envolver com os capítulos, essa mudança brusca pode ser um balde de água fria na imaginação. 

Os outros personagens, Tiago Severo Potter, Alvo Potter e Lílian Potter, Rosa Grandger Wesley e Escórpio Malfói (nem preciso dizer de quem são filhos), tem traços de seus pais, mas, Escórpio me surpreendeu bastante, ele é o oposto de seu pai, achei ele muito frágil, amigável e realmente fiquei chatiada por ele ter que viver sofrendo com a reputação de sua família.

Livro maravilhoso, mágico e surpreendente! E me senti realizada entrando em Hogwarts novamente!

Tenebris: O fim é apenas o começo – Erika Gomes

41n2lc585dl

Como eu disse, muitos autores cruzaram o meu caminho em 2016, muitos se tornaram meus amigos e outros me ignoraram por que meu instagram não é popular o suficiente. Entre esses contatos bem e mal sucedidos, conheci o livro Tenebris da autora Erika Gomes.

Primeiro, gostaria de dizer que se você é fanático religioso, não leia esse livro, ele nos mostra que nem tudo o que acreditamos sobre religião e a história de Deus e Lúcifer pode estar certo (claro, isso tudo é ficção, mas vai que tenha alguém que enlouqueça e saia tacando pedra nas coisas). Segundo, que me surpreendi de verdade com o livro, seus personagens são lindos, com personalidades fortes e a história em si é muito bem tramada.

Sou suspeita pra falar dele por que sou parceira da autora, mas, sempre procuro dizer que sou sincera nas minhas opiniões e que independentemente da pessoa e da afeição que tenho por ela, vou criticar se preciso.

Haylel (ou Lúcifer) é um personagem totalmente diferente do que costumam apresentar na bíblia ou nas igrejas, ele me pareceu mais humano, com fraquezas, frustrações, amor e muita solidão. Sua história coopera para que ele se sinta assim, pois, não é fácil brigar com Deus e ser expulso de sua casa e sair por ai vagando pela Terra sem ninguém pra ajuda-lo ou para ouvi-lo. Lauren ou Naiara, é uma garota forte, rebelde as vezes, mas seu jeito tem por quem puxar, afinal, se você fosse filha do diabo você não seria nenhum pouco fácil de se lidar. Sua amizade com Gabriel é linda, seu amigo apesar de sentir medo, deixa esse sentimento de lado e a acompanha aonde for, mesmo que esse lugar seja o inferno.

No livro tem amores, desamores e vários outros personagens, citei os principais, pois, foi com eles que me identifiquei mais, e foram eles que me fizeram ler o livro todo. Não se trata apenas de inferno e céu, mas de algo maior, amizade, amor e como as pessoas que podem aparentar serem fortes, sofrem e também quem nem tudo o que acreditamos pode ser verdade, seja no julgamento de uma pessoa, pela sua aparência ou por sua história (no caso de Haylel foi assim) ou pela sua crença (o pai humano de Lauren era pastor).

Com certeza, um livro para ler sem parar e se apaixonar e entrou para os meus favoritos de 2016!!!

Bailarina de Guerra – Saah Godinho

15442126_122101971619683_8413143217525992652_n

Um dos livros mais emocionantes e surpreendentes que já li! Me peguei chorando a cada capitulo, virei a noite lendo e no outro dia estava inchada de tanto chorar e completamente apaixonada!

Sempre tiro uma lição dos livros que leio e esse sem dúvida tem uma das lições mais lindas que já aprendi com os livros que li: Não importa a situação que estamos, seja ela ruim ou boa, sempre há espaço para amarmos alguém, fazer o que amamos e que a felicidade pode sim se encontrar em meio as ruínas de um mundo devastado. Sempre vamos precisar de alguém, nunca poderemos viver sozinhos e todo tipo de amor pode surgir em situações dolorosas, amor paternal, amor amigo ou até mesmo o amor de sua vida pode surgir em meio a uma tempestade, seja ela emocional ou uma situação ruim.

A personagem Selena me emocionou bastante, achei ela forte para uma garota que perdeu a família de repente e que passou por muitas situações que qualquer ser humano desistiria. Seu amor pela dança a mantinha viva e com ela aprendi que as coisas mais simples da vida é que realmente nos fazem felizes, principalmente se nos privam delas, dançar, abraçar uma pessoa, conviver com a família, tudo isso pode parecer besta, mas quando você não puder mais fazer isso, será a maior tortura de sua vida.

Livro lindo, história linda, o amor entre Selena e Paul é encantador, mesmo em meio a uma guerra e com areia, sangue e tiro pra todo lado, tem sempre um momento de romance que nos faz querer chorar.

Leiam, por que é incrível!!!

Paixão sustenida – Sinéia Rangel

paixao_sustenida_1477012469621293sk1477012469b

Um dos livros mais malucos que já li, mas, muito atrativo para quem gosta de um romance confuso e partes que deixariam o livro 50 tons de cinza parecendo livrinho de criança. Sim, estou falando do livro Paixão sustenida da autora Sinéia Rangel

Não costumo ler livros de romance, sou meio bruta quando o assunto é amor, mas, encarei o desafio de ler esse livro para ver no que dava e cara, me surpreendi muito, ri muito, chorei muito e tive que colocar uma  tarja na minha imaginação de Proibido para menores de 18 anos, a coisa é louca.

Hannah e JP é o casal típico de novela mexicana, se amam e se odeiam, tem momentos que você quer entrar no livro e dizer pra esses dois se decidirem se vão ficar juntos ou não vão, pra pararem de magoazinha um com o outro, que o que passou passou e que pelo amor de Deus deixarem de serem crianças. A história deles é longa, complicada e cheia de rancor e mágoa, pelo menos da parte do JP, que foi chutado depois de uma noite de amor com Hannah quando ainda eram adolescentes. 

Quando se reencontrarem anos mais tarde, já mais adultos, não que isso faça diferença, por que o JP regrediu bastante no quesito fidelidade, virou um cafajeste de marca maior, Hannah por outro lado, parece que colocou o cérebro de volta na cabeça e quis concertar tudo, mas ai é que a coisa começa a esquentar.

Cheio de cenas picantes, dramas e música, esse livro me conquistou do começo ao fim e certamente eu vou comprar o livro 2 e ver no que deu a história deles. Enquanto isso, o livro 1 entra nos melhores de 2016.

Resenha linda que fiz para o blog Papel Papel do livro Do que são feitas as estrelas – Jana Meilman

Coisas boas acontecem pra quem tem coragem. Coragem e força pra falar o que acontece aí dentro, aqui dentro, neste logo-ali do peito que é também bem perto do espírito. Afinal, por mais abafado que esteja, o coração por vezes transborda, e chora, e apenas um outro coração que já doeu pode nos ouvir assim…

via [Conversando com Rafa # 1] Do que são feitas as estrelas?, de Jana Meilman | Por Rafa Vieira — Blog Papel Papel

Paixão sustenida – Sinéia Rangel

15492546_117487242081156_6192977476110245905_n

Em primeiro lugar, se você está acostumado a romances floridos, sofridos e inocentes, não leia esse livro!!!! Aqui não tem essa de “vamos chorar as pitangas”, é um livro impactante e proibido para menores de 18 anos!! (Sim, ele é muito explicito!!). Li ele em um dia e quanto mais a coisa ficava loca, mais eu lia.

O livro conta a história de João Pedro e Hannah que eram namorados na adolescência, mas, esse namoro acabou em sexo, choro e arrependimento. Anos mais tarde, João Pedro ou simplesmente JP, se tornou mulherengo, cafajeste e pegador de marca maior, ele estuda música em uma universidade chamada Baklee (sou péssima com nomes, então me corrijam se tiver errado) e todo dia tem uma mulher em sua cama. Ele tem regras rígidas sobre a dua rotina sexual, uma delas é ter somente sexo casual e nunca repetir mais de 3 vezes uma menina. Ele vive tranquilo com seu colega de quarto Akio, que tenta colocar um pouco de juízo em sua cabeça, mas sempre falha nas suas tentativas. Então, como um pesadelo, a linda e doce Hannah aparece em sua universidade e faz sua vida virar de cabeça pra baixo.
Com partes picantes, e até mesmo obscenas (mas isso q nos prende, vai por mim!) e os altos e baixos de um amor que foi partido e remendado ou pelo menos tentaram remendar, o livro Paixão sustenida nos prende do inicio ao fim, com dramas (uns meio mexicanos!) e partes até engraçadas. A autora está de parabéns, pois, sem hipocrisia nenhuma, foi o melhor livro que li em toda a minha vida! Quase tive um infarto em certas partes e chorei em muitas (serio, molhei uma almofada!). Esse casal nada convencional me conquistou, não apenas pela história passada deles, mas pela história que eles estão escrevendo juntos ao longo do livro. Me lembrei de muita coisa da minha adolescência e me peguei rindo q nem loca, me lembrando de certas situações da minha vida pessoal.

O garoto dos olhos azuis – Raiza Varella

15672534_118011775362036_3942722589494661837_n

Quando eu olhei para a capa do livro eu pensei em um conto de fadas tradicional, com príncipe encantado, cavalo branco, castelo e até perda de sapatos por ai. Porém, esse livro é um conto de fadas, digamos, moderno, ele nos traz mais para próximo da nossa realidade, com cidades reais, personagens reais e com problemas reais.

O livro conta a história de Bárbara, uma mulher criada no meio de homens – pai e 2 irmãos ciumentos – quando era pequena, Barbara foi a um casamento e reparou em algo que ninguém costuma reparar, o coitado do noivo. Ela se encantou com o olhar de alegria e emoção que ele dava a sua noiva, o clima de romance do casamento e durante anos ela quis essa sensação quando ela casasse.
Quando finalmente ela acha um noivo para chamar de seu – o nome dele era Miguel – ela tem seu dia totalmente destruído quando é abandonada e traída no dia do seu casamento e na frente de todo mundo. Cansada, sem amigos e se sentindo um lixo, ela vai embora para casa de sua mãe e depois aceita morar com seus irmãos que dividem apartamento com mais 2 caras. O que ela não sabe, que entre eles ela encontrará o seu grande amor de infância, o lindo garoto de olhos azuis que a encantou quando ela era pequena.

Com barracos, nariz escorrendo, choradeira, homicídios, sequestro e muito drama o livro é uma montanha russa de emoções, vamos da alegria de um casamento a ruína total em menos páginas que o normal. Realmente, me encantei com esse livro e amores de infância são sempre uma ótima história de amor, quem nunca teve um amor de infância inocente e que se recorda até hoje?

Harry Potter e a criança amaldiçoada – J. K . Rowling

15673023_119307315232482_8611862788519815463_n

Eu estava ansiosa pelo lançamento desse livro, verificava sites e livrarias, até que o dia finalmente chegou e eu puder ter o meu exemplar. Li ele em um dia, não parava de ler, era como se eu devorasse as páginas ao invés de lê-las.

Todo livro tem um lado bom e um lado ruim, nem tudo é perfeito e não seria a série Harry Potter diferente. O livro não é contado da forma como estamos acostumados, ele é um roteiro, fala por fala, descrição de barulhos e cenas. Talvez por ser assim, o livro é demorado para ler e não é muito fluído, quando estamos entrando no clima de uma parte, o livro vai e troca para outra totalmente diferente e isso pode nos confundir e demoramos a entender um pouco o que está acontecendo.
Os personagens estão mais velhos, com filhos, mas suas personalidades ainda estão vivas. O personagem que mais gosto -além de Harry- é Rony Weasley que mesmo com o tempo ele ainda tem os traços daquele garoto atrapalhado e engraçado. A personagem que achei que mudou muito foi Gina, com o tempo – e isso é óbvio – ela amadureceu demais, deixando de lado aquela menina medrosa e deslumbrada dos primeiros livros. Passou a ser mais forte e é uma mãe dedicada e esposa fiel ao seu marido Harry.
O livro sem dúvida me passou uma mensagem muito importante, que não podemos destruir uma amizade por bobagem, por pressão dos outros, porque fulano não gosta do fulano e que o que é pra ser vai ser. Devemos passar por tudo nessa vida para que nos tornemos pessoas melhores e que por mais vontade que tenhamos de mudar o passado ele foi essencial para o nosso presente e para o nosso futuro. Talvez, se mudássemos algo ou não passássemos por metade do que passamos nossa vida poderia ser pior, pois, não aprenderíamos com os nossos erros.

Adorei o livro, apesar das mudanças bruscas de tempo, passado e presente se confundem um pouco, mas como amo Harry Potter não deixaria de gostar desse livro.
Pra quem leu ele, espero que tenha gostado tanto quanto eu, para aqueles que ainda não leram, não percam tempo e leiam porque é ótimo e boa leitura!!!